Fluidr
about   tools   help   Y   Q   a         b   n   l
User / SINDO MOSTEIRO / Sets / Restauración, artesanía
Sindo Mosteiro / 48 items

N 3 B 715 C 28 E May 1, 2002 F Sep 18, 2012
  • DESCRIPTION
  • COMMENT
  • MAP
  • O
  • L
  • M

Fotografía tomada coa vella Zenit-122 no ano 2002.
Aquí estou, coa xeringa na man, restaurando a Inmaculada da igrexa de santa Mariña de Cambados. Eliminando repintes e fixando policromía.

MÚSICA: Sharon Shannon- Blackbird
www.youtube.com/watch?v=KBZVZ53CMso&feature=colike

  • DESCRIPTION
  • COMMENT
  • MAP
  • O
  • L
  • M

No azul profundo as estrelas eran cintilantemente esverdeadas, amarelas, brancas, rosadas, dun brillante máis vítreo que na casa, mesmo en Paris: chámeselles opalinas, esmeraldas, lapis lázuli, rubís, zafiros. Certas estrelas son dun amarelo limón, outras teñen un rubor rosado, ou un verde ou azul ou un brillo que non se esquece. E sen me querer alongar neste asunto tórnase suficientemente claro que colocar pequenos puntos brancos nunha superficie azul escura non basta.

Vincent van Gogh (1853-1890), carta a Theo van Gogh.

MÚSICA: Canon en Re maIor, Johann Pachelbel
www.youtube.com/watch?v=oDvtJlmIJgc&feature=colike

  • DESCRIPTION
  • COMMENT
  • MAP
  • O
  • L
  • M

Aquarela

Numa folha qualquer eu desenho um sol amarelo
E com cinco ou seis retas é fácil fazer um castelo
Corro o lápis em torno da mão e me dou uma luva,
E se faço chover, com dois riscos tenho um guarda-chuva

Se um pinguinho de tinta cai num pedacinho azul do papel,
Num instante imagino uma linda gaivota a voar no céu
Vai voando, contornando a imensa curva norte e sul,
Vou com ela, viajando, Havaí, Pequim ou Istambul
Pinto um barco a vela branco, navegando,
É tanto céu e mar num beijo azul
Entre as nuvens vem surgindo um lindo avião rosa e grená
Tudo em volta colorindo, com suas luzes á piscar
Basta imaginar que ele está partindo, sereno, lindo,
E se a gente quiser, ele vai pousar

Numa folha qualquer eu desenho um navio de partida
Com alguns bons amigos bebendo de bem com a vida
De uma américa a outra consigo passar num segundo,
Giro um simples compasso e num círculo eu faço o mundo

Um menino caminha e caminhando chega no muro
E ali logo em frente, a esperar pela gente, o futuro está
E o futuro é uma astronave que tentamos pilotar,
Não tem tempo nem piedade, nem tem hora de chegar
Sem pedir licença muda nossa vida, depois convida a rir ou chorar

Nessa estrada não nos cabe conhecer ou ver o que virá
O fim dela ninguém sabe bem ao certo onde vai dar
Vamos todos numa linda passarela
De uma aquarela que um dia, enfim, descolorirá

(que descolorirá)
(que descolorirá)
(que descolorirá)

Compositores: Antonio Pecci Filho Toquinho / Vinicius De Moraes

MÚSICA: Toquinho interpreta "Aquarela"
www.youtube.com/watch?v=rtd-DFn1fzk&feature=colike

  • DESCRIPTION
  • COMMENT
  • MAP
  • O
  • L
  • M

O que eu fago é unha especie de estensión descritiva da miña obra pintada ou dibuxada. Pretendo dicir con verbas o que eu supoño que non podo espresar dabondo con liñas e cores, pensando pra min que as obras de arte efeituadas por un home, siñifican sempre, cando se analizan na súa totalidade, unha atitude moral. Facer que os demáis vexan, é o propósito dun artista cando coida ter extraguido algo de si mesmo, ou de aquelo que o circunda: naturaleza, homes, guerra, paz, sentimento, ouxetos. Facer que os demáis vexan e sintan, coma un ten visto e sentido. Ver e sentir pra eternizar.

Luis Seoane (1910-1979).

MÚSICA: Al-Andaluz Project - Morena
youtu.be/6YgjBh9wHHg

  • DESCRIPTION
  • COMMENT
  • MAP
  • O
  • L
  • M


Nature rarer uses yellow
Than another hue;
Saves she all of that for sunsets,—
Prodigal of blue,

Spending scarlet like a woman,
Yellow she affords
Only scantly and selectly,
Like a lover’s words.

---------------------------------------------------

A Natureza usa o amarelo menos
que outra cor;
gárdao todo para os solpores,
pródiga en azul,

gastando escarlata como unha muller,
permítese o amarelo
só de xeito escaso e seleto
como as palabras dun amante.

Emily Dickinson (1830 – 1886).

MÚSICA: F. Mompou - Cançons i Danses, No. 6
youtu.be/VTpmq1psUAA


10.4%